Nossas redes

HQ e Cia

O Regresso de Jaspion

Publicado

em

o regresso de Jaspion

Mangá produzido oficialmente no Brasil retoma a história de um dos mais clássicos heróis dos seriados japoneses e é um presente para os fãs

 

Quem tem mais de 35 anos assistiu, vibrou e se empolgou com os heróis japoneses que povoavam a televisão brasileira no final dos anos 1980 e início dos 1990. Changeman, Jiraya, Flashman e o que provavelmente era o preferido da garotada: Jaspion.

Contando a história de um órfão que é resgatado pelo velho Edin, “Jaspion” ou, no original, “Juspion” é a união das palavras “Justice” e “Champion”. Ou seja, ele é o Campeão da Justiça e chega à Terra para combater a ameaça de Satan Goss e seu filho MacGaren, que querem criar um “Império dos Monstros”.

Foram 46 episódios, que misturavam mitologia, combates espaciais, robôs gigantes e algum sentimentalismo barato. E, claro, monstros de borracha toscos. Nada disso importava naquela época e continua não importando atualmente. A graça era ver as lutas toscas, os efeitos mal feitos e episódios de roteiro simples e funcional. Aliás, quem quiser ver Jaspion, a série está disponível integral (e legalmente) na Pluto TV, grátis. 

O mangá

A Editora JBC, em parceria com a Sato Company, detentora dos direitos autorais do seriado aqui no Brasil, conseguiram liberação para criar uma nova aventura, 100% inédita, na forma de quadrinhos. Nela, a história é retomada do ponto em que a série de TV acabou. Depois de derrotar Satan Goss e MacGaren em uma batalha mortal, Jaspion deixou o Planeta Terra para lutar contra as forças do mal por todo o universo. Mas surge uma nova ameaça! A concentração de energia negativa traz a terrível bruxa galáctica Kilmaza de volta à vida. Tomada pelo desejo de vingança contra o Campeão da Justiça, agora ela planeja ressuscitar não apenas MacGaren, mas Satan Goss e outros aliados. É hora de Jaspion voltar à Terra e lutar mais uma vez contra as forças do mal. 

A história é simples e não tem spoiler aqui. Se estamos falando de algo em que Jaspion está voltando, é óbvio que seus antigos inimigos também estão por aí. O interessante é ver como Michel Borges caprichou na arte, baseada nos roteiros de Fábio Yabu. Há dinâmica e força narrativa nos desenhos, que fazem sentir como se fosse um episódio especial do antigo seriado.

Por que ler?

O saudosismo é a principal motivação. É muito legal rever personagens como Boomerman, Anri, Miya, John Tiger e o Gigante Guerreiro Daileon. Ainda melhor ver que eles evoluíram, que a trama desenvolvida por Yabu dá profundidade a cada um deles. 

Outro ponto de destaque é a pesquisa e o cuidado que todos tiveram com a fonte original. Rever os episódios finais e ler esse mangá forma um encaixe perfeito. Da bruxa Kilza entoando “berebekan katabanda” ao monstro Namaguederaz, passando pelo prof. Nambara, você lê e na sua cabeça toca, automaticamente,  Come on, boy…”.

 

O Regresso de Jaspion
Editora JBC
Idioma: Português
Capa dura
19
2 páginas

Continuar Lendo
Clique e comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *